Blog

Wednesday, 14 August 2019 15:33

Na indústria, chegar ao patamar 4.0 exige mais que aquisição tecnológica

Written by Claudemir Alexandre Silva Gerente Geral de Soluções de Negócios (Novas Tecnologias e Arquitetura de Soluções) e Projetos Centro de Excelência Votorantim S.A

Ter consciência de que a quarta revolução na indústria só ocorre no momento em que a adoção de novas tecnologias se traduz em novas competências e em novos padrões na cadeia de valor do negócio, é o primeiro passo para iniciar a jornada de forma consistente e realista. Em outras palavras,  é necessário ter entendimento profundo da dinâmica dos processos, suas dores, seus “drivers” de valor e suas ambições de futuro para que a seleção das categorias tecnológicas e suas implementações tenham propósitos transformacionais bem definidos e não ocorram por modismo do mercado.

 

O Centro de Excelência (CoE) em Tecnologias e Operações da Votorantim tem a missão de apoiar as empresas do portfólio em suas rotas tecnológicas específicas. Simulações para previsibilidade de cenários complexos;  maior velocidade nas tomadas de decisões por meio de algoritmos inteligentes; flexibilização dos processos para atender mudanças táticas e estratégicas em tempo hábil; maximizar a matriz energética nas plantas industriais;   otimizar a gestão de ativos integrando a cadeia produtiva; potencializar a força de trabalho por meio da digitalização seja: acelerando o desenvolvimento de pessoas, ampliando a segurança no dia a dia do empregado ou ainda, suprindo escassez de mão de obra em rotinas específicas através da automação são alguns dos direcionadores que norteiam nossa estratégia para a indústria 4.0.  Segundo fator relevante é adequar a abordagem na concepção de soluções. Tradicionalmente, a tecnologia é utilizada para melhorar processos existentes, enquanto que na 4ª revolução há necessidade de que o questionamento do “status quo” seja uma constante e as alternativas são construídas sob a ótica tecnológica buscando digitalizar processos físicos e lógicos  resultando, muitas vezes, em modelos inéditos para a cadeia de suprimentos, planejamento, produção, manutenção, comercialização, logística e gestão.

 

Com propósitos de valor bem definidos e o “mindset” interno alinhado à transformação, o terceiro fator, fundamental para dar velocidade e consistência às adoções dos novos padrões tecnológicos, é compor um ecossistema de competências essenciais. Em nosso caso, a diversidade do portfólio Votorantim demanda que o CoE esteja preparado para atuar com diferentes desafios em múltiplos cenários, portanto, ter a capacidade de propor soluções digitalmente multidisciplinares é nossa realidade cotidiana. Contar com parceiros especialistas em metodologias de inovação que acelerem ideias e nos apoiem na seleção de empresas com “skills” necessário à nossa jornada 4.0 é uma prática que tem fortalecido nosso ecossistema de competências.


Sobre a Votorantim

Com 100 anos de atuação, a Votorantim é hoje uma holding e gestora de portfólio de investimentos, que investe em negócios diversificados, em áreas como cimento, zinco, cobre, alumínio, aço, celulose, energia e finanças. Além disso, atua também por meio de centro de excelência nas áreas de Tecnologia da Informação e Serviços Imobiliários e Soluções Compartilhadas em Finanças, Contabilidade e Recursos Humanos. Saiba mais em www.votorantim.com.br

Publicado originalmente por Distrito.ME

Read 2232 times Last modified on Wednesday, 14 August 2019 16:22

Populares do Blog

Conecte-se usando...

Busca